Uma fotógrafa prodígio

0
501

É muito gratificante para mim, como fotógrafa, poder falar de uma das minhas amigas e também aprendiz! A Marina é fotógrafa de retratos e famílias em Brasilândia do Sul, vizinha aqui de Assis! Juntas, fizemos um ensaio muito divertido! É engraçado como nós fotógrafas nos comportamos diante das câmeras, vem ver!

Helo – Com quantos anos começou a fotografar? E esta na Fotografia há quanto tempo?

Marina: Não sei bem ao certo, sempre gostei de fotografar coisas e pessoas, desde os 14 anos mais ou menos, fotografo a 8 meses profissionalmente.

Helo – De onde veio essa paixão por foto?

Marina: Sempre amei Fotografia, de marcar momentos e histórias, principalmente as que estão reveladas, gosto muito da sensação de reviver os momentos de infância, colégio, família, inclusive na parede do meu home office é repleto delas!  

Helo – Quem foi seu(a) maior influenciador/a?

Marina: Quem me inspirou antes mesmo de ser fotografa e depois no começo da profissão e me inspiram até hoje é o fotógrafo Lorran Souza e sua esposa Léia Sotile também fotógrafa de Terra Roxa-PR, gosto muito do trabalho deles, das superações conquistas, e que é possível sim viver de fotografia. Agradeço a Deus pelo carinho e a amizade deles!

Helo – Qual a parte mais difícil para você? 

Marina: A maior dificuldade foi entrar no mercado fotográfico, ainda mais por estar no começo.

Helo – Quais os tipos de trabalhos que você mais curte?

Marina: Gosto muito de trabalhos em áreas externas, que provam que é possível criar cenários e fotos incríveis com o que nos temos, exemplo: Portas antigas, muros, matinhos e várias outras coisas (risos) – fotografia feminina individual, famílias, casais e claro de bebês! Risos, amo fotos espontâneas.

Helo – Qual será seu próximo passo na sua carreira? 

Marina: Meu próximo passo, é adquirir mais conhecimento com cursos e prática pra atender melhor aos meus clientes.

Helo – Conta um pouquinho da sua história com a fotografia   

Marina: Eu era a fotógrafa da turma, na escola, festas e retiros, e as edições eram minhas, sempre gostei de editar fotos e tirar fotos diferentes, sempre me diziam “porque você não vira fotógrafa”?, mas nunca foi minha primeira opção. No meio do ano de 2018 uma pessoa especial me incentivou a ser uma fotografa, sou muito grata muito a ela! E tenho o apoio de amigos e familiares! Agradeço cada um de coração! E me sinto muito feliz por essa profissão! Só sei de uma coisa que é muito gratificante, que não só entregar uma simples fotografia mais sim histórias e emoções, a serem passadas de gerações a gerações! É lindo demais! 

A Marina ainda me fotografou! Dá só uma olhadinha!

Fotografia e entrevista por Heloisa Todescatt! Aproveite pra conferir nossos trabalhos!

Instagram: @lopesmarinafotografia | @heloisatodescattfoto

Facebook: Marina Lopes Fotografia | Heloisa Todescatt Fotografia

Comentários