PM recupera Twister furtada, apreende drogas e objetos no Panorama

0
786

Por volta das 21h00 de sexta-feira (08), a equipe da Polícia Militar realizava patrulhamento pela Rua das Rosas com a Rua das Camélias, quando visualizou um cidadão na casa da esquina, em atitude suspeita.

O mesmo saiu da casa e então na Avenida das Orquídeas foi realizado abordagem do mesmo, onde em busca pessoal foi encontrado uma trouxa de substância análoga ao “crack”, invólucro em um saco plástico.

O abordado foi identificado e informou que havia comprado a droga na casa da esquina, localizada na Rua das Rosas com a Rua das Camélias com um menor de idade, já conhecido no meio policial, por ter várias passagens por tráfico, furto, receptação.

Em razão da posse de droga foi dada voz de prisão ao mesmo e em ato contínuo, os militares deslocaram até a Rua das Rosas com a Rua das Camélias, onde visualizou um individuo em frente a casa. Ao tentar realizar a abordagem ao mesmo, este empreendeu fuga e pulou o muro da casa vizinha, onde então foi possível abordá-lo.

O abordado foi identificado e em razão do descumprimento da ordem de parada, foi dado voz de prisão ao mesmo, pelo crime de desobediência. Assim, tendo em vista o estado de flagrância, à equipe adentrou na residência que o mesmo informou que estava, onde em seu interior havia uma mulher, e dois homens, quais, primeiramente, foram identificados e em buscas na residência foi localizado a motocicleta Honda CBX 250 Twister, cor vermelha, furtada na ultima quarta-feira (06), 01 garrucha, sem calibre aparente, e com número de série suprimido, 02 balanças de precisão, sendo que uma delas estava com resquícios de que havia sido utilizada recentemente; 02 celulares, sendo um da marca Samsung, modelo GT-S5312C, cor cinza, e outro sendo um da marca Microsoft, modelo RM-1114, cor preto, 01 caderno contendo várias anotações, como valores e nomes, qual demonstra, aparentemente, ser um instrumento para o controle da venda dos entorpecentes, uma carteira de trabalho.

A PM conversou com o mesmo e este informou que estava na posse do imóvel e que pagava aluguel para ali residir. Todos foram encaminhados até a 3ª CIA para, sendo nas dependências do local, foi realizado consulta em nome de A. B. da S., nome da carteira de trabalho apreendida e constatou-se que o mesmo estava com um mandado de prisão em aberto pela comarca de Nova Aurora. A. F. N. informou que na verdade tratava-se de A. B. da S. e que atribuiu falsa identidade para obter vantagem no sentido de não vir a ser preso em razão do mandado de prisão que estava em aberto, bem como para poder continuar trabalhando e sustentando sua família. Tudo foi encaminhado para a 48 DRP.

Fonte: Léo Silva

Comentários