Crime passional, aponta depoimento sobre atropelamento de secretário

0
752
Foto: Reprodução Jornal Tarobá

A esposa do motorista que atropelou e matou o secretário de Esportes de Assis Chateaubriand prestou depoimento ao delegado Thiago da Silva Teixeira e conforme relatos, Elder Coutinho, pode ser sido vítima de um crime passional. Dcheimy Janayna Baessa, de 35 anos, é professora, trabalha no Núcleo Regional de Educação, ela é esposa de Gilvane Bazanella Lulu, motorista da caminhonete que atropelou o secretário e outras duas crianças que estavam em frente ao ginásio de esportes da cidade na manhã de quinta-feira (5).

Ela contou que se aproximou de Elder durante uma edição dos jogos escolares e que saiu com o secretário uma vez. O marido teria descoberto a traição, mas ao que tudo indicava Gilvane teria superado a traição.

Quinta-feira, Gilvane ligou para a esposa dizendo que se envolveu em um acidente próximo ao ginásio de esportes da cidade e pediu que ela fosse buscá-lo. Em seguida a esposa teria levado o marido para 3ª Companhia da Polícia Militar, onde fariam o registro da ocorrência.

O delegado Thiago da Silva Teixeira confirmou que o motorista teve a intenção de matar.

Gilvane permanece preso na delegacia de Assis Chateaubriand.

O corpo de Elder Coutinho foi sepultado na manhã desta sexta-feira (6).

As crianças atingidas pela caminhonete sofreram apenas ferimentos leves.

 

Fonte: tarobanews.com

Comentários